quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Novo post de notícia velha

[post escrito pelos dois]

Muito tempo sem postar. Sabemos. E estamos nem aí. Não é falta de ironia, veneno ou sarcasmo. Isso nunca nos falta. É falta de ânimo e preguiça da humanidade. De ambos. Mas essa notícia, mesmo sendo velha (década de 90? ano 2000?), merece uma quebra no silêncio sabático da dupla. É tanta coisa, tanto detalhe, descrição digna de livro do Harry Potter (sim, nós lemos): A cada frase, uma informação mais interessante que comentarei ao longo. Reparem, por favor, que não existe UMA SÓ frase que não tenha uma informação aproveitável. Isso, sim, é jornalismo de qualidade.

Elaine Mickely casa-se com César Filho em São Paulo
Acometida por uma crise de tosse, Zilu, mulher do sertanejo Zezé Di Camargo, precisou descer do altar da igreja Nossa Senhora do Brasil, em São Paulo, na terça-feira 4, durante o casamento do apresentador César Filho e da atriz Elaine Mickely, de quem era madrinha. A cena não estava no script da bem programada cerimônia. Socorrida por uma fotógrafa que lhe arrumou uma bala de hortelã, Zilu melhorou e voltou ao altar.

Para início de conversa. Quem começa uma matéria do casamento de uma pessoa falando da crise de tosse da outra?

Bala de hortelã?
- Alguém é médico? Zilú está morrendo.
- Tenho uma bala de hortelã que é óóóótima para esses casos de morte. Aceita?

Elaine Mickely Pipino Lima, 19 anos, chegou à igreja num Rolls Royce, ano 1939, com uma hora de atraso. Estava acompanhada do cabeleireiro Ivan Stringhi, do Jacques & Janine, onde fez o Dia da Noiva. Grávida de cinco meses, estava tranqüila. "Demos um suco de maracujá para relaxar", justificava Stringhi.

"Nossa, que noiva calma" - Era o comentário geral da igreja.
- É que ela tomou um suco de maracujá – JUSTIFICA Stringhi.
- Ahhhhhh bom.
É muita relevância!

Elaine passou sete horas se preparando. Banho de espuma, 15 minutos de hidromassagem e leve almoço fizeram parte do ritual, antes de a noiva vestir o modelo criado pelo estilista Ronaldo Ésper.

Opa. Temos alguns mistérios a serem solucionados. Vamos lá:
1. Quem ainda faz vestido com Ronaldo Ésper? (ok, pode até estar baratinho depois do roubo de vaso de túmulo de cemitério, mas aí que vem...)
2. ... quem divulga que fez vestido com Ronaldo Ésper?
Olho nos pertences, galera! Voltando...

Emocionado, o pai de Elaine, o advogado Manoel Batista Lima, elogiava César Filho na porta da igreja. "Ele é o genro que todo pai gostaria de ter. É um verdadeiro gentleman", dizia. O noivo tentava disfarçar o nervosismo enxugando o suor nas têmporas.

Para mim, o auge da notícia. TÊMPORAS???? É muita atividade das glândulas sudoríparas para uma pessoa só. Adoro que o César Filho ficava enxugando as têmporas. Porque, oi? Quem fala têmporas? E o povo do salão que lê a Istoé Gente sabe que que é têmporas, afinal?

Depois de pronunciar várias vezes o nome completo do apresentador, Luís Gonzaga César Filho, o padre Antônio Maria acabou desistindo: "Eu posso te chamar só de César Filho?".

O que é o padre com preguiça de falar o nome do noivo, gente? E que intimidade é essa? "Opa, vou abreviar, já que estamos aqui, só a gente mesmo, tá tudo em casa..."

Elaine Mickely não conteve as lágrimas quando a irmã Enilze e o irmão Elanilzon entraram trazendo as alianças, enquanto o coral cantava "Como é Grande o Meu Amor Por Você".

Se deu bem no nome, hein, Elaine?!

O cantor Aguinaldo Rayol foi contratado para cantar a "Ave Maria" de Gounod e o tema de Terra Nostra, "Tormento D'Amore".

[Ta tão difícil não falar o óbvio.] Quem contrata Agnaldo Rayol para cantar no casamento? E tá que a notícia é velha, mas preciso perguntar: o Agnaldo Rayol morreu? Alguém sabe?

Apesar de convidados para padrinhos, o humorista Chico Anysio e o diretor Wolf Maia não foram.

O que você faz quando padrinhos faltam o casamento? Chama algum voluntário da platéia?

Chico ligou para a noiva cinco dias antes da cerimônia para se desculpar. "Ele disse que Malga, mulher dele, está com depressão profunda", explicou Elaine.

Provavelmente o Chico Anysio achou a desculpa boa e falou na dixava, afinal, a falta é por motivos de doença. O que ele não contava é que a outra ia explanar em rede nacional. Boa, Elaine. Explana mesmo!

"E o Wolf, que era padrinho do César, está viajando a trabalho", completou ela. Uma chuva de pétalas esperava o casal na saída da igreja, antes de seguir para o buffet Rosa Rosarum, onde receberam 620 convidados, entre eles o cantor Belo, do Soweto, e sua nova namorada, Viviane Araújo. "Nunca realizei um casamento com tanta imprensa junto", espantava-se o padre Antônio Maria, que também foi à recepção.

Dois comentários:
1) Mmmm...Então não era preguiça. Era pressa de aparecer no TV Fama, né, Padre?! Deslumbrado...
2) Viviane Araújo e Belo do Soweto.

Antes do jantar, César Filho fez uma surpresa para Elaine. Com a ajuda da sogra, Cleide Omar Pipino da Cunha Lima,

Sogra chamada Pipino? Depois não reclama...

Ele escolheu fotos da infância da noiva e fez um audiovisual. "Na véspera do casamento, fiquei até as 4 horas da manhã editando", disse. César e Elaine passaram a noite de núpcias no Sofitel e viajaram no dia seguinte para o Taiti. A filha deles, Luma, nasce em agosto.

Adoro o César Filho lutando com o Powerpoint, escolhendo plano de fundo, colando os "bitmaps" e esticando pra ficar do tamanho do slide.

4 comentários:

Esther disse...

19 anos - grávida de 5 meses: passou raspando em aliciamento de menores, hein?

O Surreal disse...

adoro a genialidade do s comentários... hauahuahauahauahauhauahauahua

Brunna Valladão disse...

esse detalhe dos 19 anos grávida eu tb não lembravaa..
E BElo começando com Viviane tb..
Casamento digno de capa da caras!

Faber disse...

Pensei, por instantes, que Wolf e Chico eram um casal de padrinhos.